Queda, coice: Justiça ordena Aguinaldo a pagar dívida

Para que o “caso Aguinaldo Ribeiro” não caia no esquecimento, eis que à Justiça a Paraíba tomou uma nova decisão judicial contra o parlamentar líder dos Progressistas, ordenando o pagamento na ordem de R$ 105 mil à uma empresa por dívidas com passagens aéreas, hotéis e locação de veículos.

Segundo o blog de Marcelo José, “uma determinação judicial deu ganho de causa a uma empresa situação em João Pessoa e presta serviços a clientes do país inteiro em hospedagem, passagens aéreas e locação de carros.”

Consta nos autos que um processo de 15 anos passados, que o deputado Aguinaldo Ribeiro contratou os serviços da empresa para fornecimento dos serviços acima, mas em que pese a cobrança e a tentativa de um acordo acabou não logrando êxito.

A empresa acionou a Justiça em 2009 cobrando os valores atualizados de R$ 105 mil, sendo R$ 95.897,71 referente a dívida e, ainda, R$ 9.589,77 de honorários sucumbenciais da advogada.

“Intime-se a parte executada para pagar o valor atualizado no prazo de 15 dias, na forma do art. 523 do CPC/2015”, ordenou a juiz Adriana Barreto Rossio de Souza, da Nona Vara Cível da Comarca de João Pessoa.

Ex-esposa

Passados quatro dias, até agora mantêm-se constrangedor o silêncio sobre o deputado Aguinaldo Ribeiro, acusado pela ex-esposa de agressão. Ana Rachel, a suposta agredida, está sob medida protetiva.


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.