Depoimento de ex-funcionária complica vida de Wilson Santiago

Como se sabe, o deputado federal Wilson Santiago se senta no banco dos réus do plenário da Câmara Federal, em Brasília, para se defender das acusações de desvio de recursos de emenda de sua autoria para obras da construção de uma adutora em Uiraúna, no Sertão da Paraíba.

Há poucas horas de apresentar sua defesa no plenário na Câmara, Santiago é surpreendido pelo depoimento da ex-funcionária Rosalina Maria Galiza da Silva Cavalcante, que trabalhou nas empresas do parlamentar. Aos investigadores, ela confirmou o recebimento de R$ 30 mil do delator da Operação Pés de Barro.

Segundo a ex-funcionária das empresas do deputado paraibano, o dinheiro foi entregue para a mulher do petebista, na casa do casal em Brasília, conforme informações do site Antagonista, notícia: “O depoimento foi incluído pelo vice-PGR, José Bonifácio, na denúncia oferecida ao STF contra o parlamentar”.

A Câmara deverá votar na noite de hoje se mantém ou não o afastamento do mandato determinado pelo ministro Celso de Mello.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.