Mídia nacional destaca gestão Cartaxo; adversários se calam

Os adversários querem tirar a imagem de bom gestor do prefeito Luciano Cartaxo (PSD).  A mídia nacional não, reconhece um desempenho acima da média, conforme foi noticiado pelo jornal O Globo em sua edição do final de semana. A gestão pessoense aparece atrás apenas de Teresa Surita (PMDB – Boa Vista), ACM Neto (DEM – Salvador) e Marcus Alexandre (PT – Rio Branco). Em seguida, vem Cartaxo. São eles os melhores prefeitos das grandes cidades dos respectivos estados.

Difícil acontecer, mas uma divulgação dessa deixa os adversários em polvorosa na reta final da campanha, ainda mais quando se sabe que governar numa época de crise não é uma missão das mais fáceis. De acordo com à matéria, “o que há em comum entre os prefeitos de Boa Vista, Salvador, Rio Branco, João Pessoa e Teresina, além de serem candidatos à reeleição em capitais do Norte e Nordeste?”

Fala-se de avaliação conferida pelos eleitores, com índice de aprovação que variam de 72% a 48%. À matéria trata como “um feito e tanto na terra arrasada que a política e a economia brasileira atravessam nos últimos dias”. O texto ressalta, ainda: “se não houver graves acidentes de percurso, para eles a reeleição estará garantida em 2 de outubro”. Ou seja, definida no primeiro turno.

O noticiário é abrilhantado por uma colocação feita pelo prefeito Luciano Cartaxo, quando destaca sua aproximação com os eleitores, ele que já foi vereador por quatro vezes da capital do Estado, além de deputado estadual e vice-governador da Paraíba. “Estamos na disputa pela recondução ao cargo para dar sequência aos projetos de desenvolvimento da cidade, preparando-a para um milhão de habitantes”, disse.

Mas, enfim, não foi um esforço de fácil superação dos problemas, principalmente tendo que encarar as obras do Parque Sólon de Lucena, Lagoa, um sonho acalentado por um século pelos moradores dessa cidade, que somente pode desfrutar desse grande desprendimento a partir do começo deste ano, quando a revitalização da Lagoa foi inaugurada. Portanto, 100 anos depois.

Por que neste momento os adversários da gestão de Cartaxo não reconhece esse feito? O destaque nacional é importante sim, mas falta os parabéns dos arquiinimigos da campanha de 2016. O que custa o reconhecimento? Talvez, não só o prefeito ganharia pontos, mas também os demais concorrentes nesta disputa eleitoral deste ano.

img_3411