‘Nova Camará’: Ricardo não poupa Maranhão e Cássio

Dois ex-aliados do seu governo e senadores José Maranhão (PMDB) e Cássio Cunha Lima (PSDB), este último licenciado das atividades parlamentares, não escaparam das criticas do governador Ricardo Coutinho (PSB). A propósito, duras se levado em consideração por ele ter atribuído as gestões de Maranhão e, depois, Cássio o rompimento da barragem que recebeu nesta segunda-feira (26) o batista de “Nova Camará”.

“Nova” porque foi restaurada e reinaugurada. Ricardo tratou o fato o tema de “um profundo descaso de governos passados que culminou com o rompimento da barragem”. Adiante: “A política precisa de coragem para mudar conceitos e apostar naquilo que é concreto. Nós fizemos grandes intervenções e o ranking de competitividade colocou a Paraíba em segundo lugar em investimentos em infraestrutura, perdendo apenas para São Paulo”.

Tratou de “política mesquinha” aqueles que priorizam apenas a disputa eleitoral e disse que está se acabando na Paraíba quem age assim. E alfinetou seus ex-colegas de coligação partidária nas campanhas de 2010 e 2014.

“O  tempo da política mesquinha está passando. A Paraíba está avançando e precisa avançar cada vez mais. Espero que Deus nos dê forço para perseverar nesta caminhada”, comentou.

Não se preocupem. A política é assim mesmo, pois hoje estão se “alfinetando” e amanhã estarão juntos, no mesmo palanque e rasgando elogios uns aos outros. Vida que segue…