Zenildo é pessoa que eleitor de Sousa deve evitar este ano

Pré-candidato à sucessão municipal de Sousa, o empresário Zenildo Oliveira (PSD) está em campanha desde meados do ano passado, sem ter sido percebido pela Justiça Eleitoral, que proíbe campanha antecipada antes da legislação em vigor. Seu discurso é o mesmo do ex-prefeito  Fabio Tayrone (PSB), cuja administração foi um desastre e que até hoje a gestão de André Gadelha (PMDB) sofre as consequências da herança deixada pelo antecessor.

Nas declarações postadas no portal Folha do Sertão, acompanhe se a ladainha não é a mesma do então prefeito: “Tenho andado por todos os recantos do município e o olhar do povo é de esperança em nosso projeto, em uma Sousa diferente e comprometida com o trabalho”, diz Zenildo.

O projeto da qual se refere o pré-candidato do PSD parece mais ser pessoal, político que planeja o hoje pensando em 2018. Ou seja, não concluir o mandato caso venha ser eleito prefeito da cidade. Então, é pessoa que o eleitor deve evitar agora em 2016, principalmente que critica o velho dizendo coisas definitivas sem definir as coisas, ou que promete o novo de mãos dadas com gente que o eleitor rejeita.

O eleitor recusa acompanhar pessoas que, além de não fazer nada, fazem isso de forma bem lenta, ou, ainda, extremamente opinativas sem opiniões próprias. Parece ser esse o estilo do pré-candidato Zenildo Oliveira, cujos apoios não deverão representar muita coisa para uma eleição onde o prefeito André Gadelha (PMDB), virtual candidato a reeleição, tem o apoio de correntes políticas mais bem postadas no município.