Renato diz que decisão do TJ ‘é amiga da corrupção’

Em debate nos estúdios do programa Rádio Verdade, da Arapuan FM, o vereador Renato Martins (PSB) declarou-se “perplexo” com a decisão do desembargador-presidente do Tribunal de Justiça, Marcos Cavalcanti, que cassou a liminar que obrigava a instalação da CPI da Lagoa pela Câmara Municipal de João Pessoa.

No momento mais “quente” do bate-boca com o colega Marmuthe Cavalcanti (PSD), o líder da oposição jogou no asfalto: “a decisão é amiga da corrupção”, se referindo a “canetada” do desembargador Cavalcanti. Louva-se a postura destemida do parlamentar socialista.

Deve-se a irritação de Renato a demora de instalação da CPI, que segue arquivada por “vício” de origem. Ele continuou cutucando a Corte Judiciária da Paraíba, “pois sabotar essa investigação é um desserviço. Eu esperava uma atitude diferente do Poder Judiciário, pois não tem nenhum indicativo que dê fundamentação a esta medida”.

Adiante, afirmou: “No meu entendimento não respeitar a abertura da CPI é uma lesão  à ordem pública; é não respeitar a transparência necessária ao setor pública”, concluiu.