Cássio: ‘PSDB não busca cargos, tem propostas’

Em entrevista coletiva concedida nesta segunda-feira (25), o líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB), destacou que o objetivo do PSDB em relação a um possível novo governo comandado pelo vice-presidente Michel Temer, caso o impeachment da presidente Dilma Rousseff seja efetivado, é o estabelecimento de uma relação institucional. O tucano ressaltou que o PSDB não está em busca de cargos, e sim que tem propostas para apresentar e responsabilidade com o Brasil.

“O que nós queremos é uma relação institucional. O que o PSDB deseja é que o PMDB não faça conosco o que o PT fez com eles. Ou seja, tentar dividir o partido, fracionar a agremiação. O PSDB não busca cargos, o PSDB não tem uma origem fisiológica. O PSDB tem propostas para o Brasil e responsabilidade com o país”, afirmou.

Mudanças profundas – O parlamentar salientou a necessidade de mudanças profundas na forma de se fazer política no Brasil, de forma a garantir que os cargos públicos sejam ocupados por quem merece, e não como forma de barganha.

“O que nós queremos é uma mudança profunda na forma de se fazer a política do Brasil, e essa mudança começa pela maneira em que é construída a coalizão política. Não pode manter o balcão de negócio, o ‘toma lá, dá cá’, a simples ocupação de cargos. O que nós queremos são propostas, são programas, são reformas, são as mudanças que o Brasil necessita para que o país possa voltar a ter estabilidade, receber investimentos e voltar a crescer”, avaliou.