Maranhão puxa pra baixo a pré-candidatura do PMDB

Tomado por suas declarações em entrevista simultânea à rádio e TV Arapuan nesta sexta (12), o senador José Maranhão considera o prefeito Luciano Cartaxo “imbatível” nas eleições de outubro, em João Pessoa. Disse que o PMDB só tem candidato próprio aqui porque é uma recomendação da nacional do partido. Previu, ainda, que o pemedebê “é que vai forçar o segundo turno; se houver”, antevendo os socialistas na etapa decisiva da campanha.

Ou seja, puxou bem pra baixo a pré-candidatura do deputado Manoel Júnior, que o próprio Maranhão deu aval para ser o quadro do partido na disputa deste ano, em João Pessoa. O cenário político-eleitoral traçado por Maranhão deixa muitas dúvidas, inclusive entende-se, por exemplo, que o PMDB sinaliza que o rumo será outro diferente do que está posto neste momento.

A fala de Maranhão na entrevista ao conglomerado do Sistema Arapuan mostra, ainda, que o recado passado pelo PSB Estadual, cobrando reciprocidade dos aliados, inclusive do PMDB; atingiu em cheio o partido, evidentemente, motivado pelos cargos que a legenda ocupa na estrutura do governo socialista. Também, a titularidade do mandato parlamentar de Olenka Maranhão, sobrinha do senador.

Pelo visto, mesmo com o cenário já posto, o próprio JM descrê o PMDB na vanguarda da campanha eleitoral, até pelas “escorregadas” dadas pelo mandachuva do Partido do Movimento Democrático Brasileiro.