Transparente, RC admite que Estado ultrapassou limite da LRF

Em seu programa de rádio nesta segunda (25), o último de janeiro de 2016, o governador Ricardo Coutinho (PSB) dedicou aos servidores públicos estaduais. Começou dando uma boa notícia: o pagamento da folha de pessoal acontece nesta sexta (29). Ou seja: dentro do mês trabalhado, mantendo a política de valorização dos funcionários. Pelo menos neste aspecto de pagar em dia.

Discorreu sobre uma preocupação que não é um “privilegio” só seu, mas da grande maioria dos governadores estaduais: não há recursos para conceder reajuste. Ficará para depois, quando as coisas melhorarem e a crise econômica passar. “Não posso responder por coisas que não dependem do Estado”, disse ao se referir o cumprimento da data-base marcada no calendário anual para janeiro.

Nunca foi tão transparente ao admitir que o Estado ultrapassou o limite da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), dificultando a concessão de aumento salarial. “Não posso trabalhar com reajuste salarial quando todos os órgãos ultrapassaram a legislação que controla os gastos com pessoal…”.

“[…] O impacto do Estado é de 63,15%, o do Poder Executivo está em 51,15%”, acrescentou o governador.

Porém, fez um anúncio que beneficia uma categoria dos servidores públicos: os militares. Vem através de uma premiação por conta da diminuição no número de homicídios em quatro anos consecutivos. Sai nos vencimentos de fevereiro.


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.