Ministério bate à porta de Manoel Jr. Será que vai ser dessa vez?

Do grupo político comandado por Eduardo Cunha, presidente da Câmara Federal e considerado “inimigo” do Palácio do Planalto, o deputado paraibano Manoel Júnior é um dos nomes cotados para assumir o Ministério da Saúde, que deverá passar para o controle do PMDB. Se Manoel Júnior será o indicado é outra coisa, mas que o partido dele na Paraíba está na maior expectativa, disso não há a menor dúvida.

Acontecendo o que os peemedebistas paraibanos esperam a briga interna por causa da recondução de Manoel Júnior à presidência do PMDB de João Pessoa acaba. Pois, afinal de contas, o deputado ministeriável estaria ocupado com a missão de Brasília. O grande problema é que o Planalto identificou as digitais de Cunha na lista entregue para indicação de ministro da Saúde.

Voltando o movimento atrás, Manoel Júnior esteve cotado para o Ministério do Turismo. Deu-se durante o primeiro governo da presidenta Dilma Rousseff. Não aconteceu porque o deputado petista Luiz Couto botou “gostou ruim”. O Planalto recuou.

Não é possível que Couto se meta novamente no caminho do peemedebista. Seria muito azar para a sorte de Manoel Júnior que não bate duas vezes à porta do vizinho.


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.