Paulino agora bate em Ricardo em defesa da família

O ex-governador Roberto Paulino (PMDB) mostrou arrependimento no apoio dado ao então candidato à reeleição Ricardo Coutinho (PSB) no segundo turno da campanha passada. Ele revelou o sentimento durante entrevista concedida a Rádio CBN na manhã desta terça (5), anunciando publicamente o rompimento com o governo na região de Guarabira, onde atua politicamente com a família.

A reação deu-se porque entendeu que a honra de sua família tinha sido atingida pelo governador Ricardo Coutinho. Eis a reação de RP: “É um equivoco pensar que Raniery (o filho deputado estadual) quer se auto-valorizar. Isso não acontece, por que ele não é mercadoria”.

Segundo o peemedebista, ao contrário do que pronunciou o governador durante presença na região do Brejo, “Raniery é que foi procurado por emissários do governo e se recusou a mudar de postura na Assembleia…”.

“[…] É bom Ricardo saber que Raniery nunca quis ir para o Governo. Ele recebeu emissários, inclusive com propostas pouco republicanas, mas sempre refutou todas. O meu filho nunca procurou o governador, nem está se valorizando”, garantiu.

Revelou que o governador em dezembro passado ofereceu uma secretária ao deputado Raniery, “mas ele recusou”. Isso tudo aconteceu em conversa por telefone, conforme disse na entrevista o peemedebista em defesa do filho-parlamentar.

Abre-se verdadeiramente uma crise entre o governo e o PMDB.