Peemedebista recuperado está de volta ao Senado

Recuperado da febre chikungunya – noticiado aqui com exclusividade -, o senador José Maranhão (PMDB) já poderá voltar as atividades. Não nesta segunda (20), imprensado do feriado de amanhã, mas a partir desta quarta (22) contrariando a expectativa de afastamento por um período que a suplente Nilda Gondim (PMDB) pudesse assumir a titularidade do mandato.

Maranhão está com a saúde em ordem, em que pese a longa idade que não chega a aparentar. Uma coisa é certa: se depender dele, exclusivamente dele, a suplente ou os suplentes não terão esse gostinho de assumir a cadeira que é sua no Senado da República, ainda mais depois de escolhido presidente da Comissão de Constituição e Justiça, a mais importante da chamada “Casa Alta” do Congresso Nacional.

O senador Maranhão já recebeu alta por causa da doença transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti, mesmo transmissor da dengue. JM é um político duro na queda. Basta dizer que não se entrega nem mesmo na doença, embora o mosquito, desta vez, tivesse lhe derrubado.

Volta depois de uns 20 dias fora de atividades.