Em curso operação para anular 2ª eleição da AL

Há uma operação em curso com o objetivo de anular a segunda eleição para presidente da Assembleia, que impediria o PMDB assumir o comando do Legislativo estadual no segundo período da atual legislatura. O deputado peemedebista Gervásio Maia foi eleito para suceder Adriano Galdino (PSB).

Como se sabe, a eleição de Gervasio foi questionada judicialmente pela oposição, sob a alegação de que o processo contrariou o regimento interno da “Casa” de Epitácio Pessoa. A informação “é como o PMDB vai se comportar neste período em que o partido está aliado do governo”.

O que dizem: não existe confiança recíproca dos peemedebistas com socialistas, que vem desde o primeiro governo do PSB à frente da Prefeitura de João Pessoa. O PMDB luta por mais espaço na gestão estadual e não existe o menor interesse de ceder ao partido do senador José Maranhão, cujos correligionários ainda estão fora dos cargos solicitados durante o período dos acordos.

Enquanto isso, Gervasio pisa em ovos para não desagradar o Palácio da Redenção. Ele vem em constantes articulações, mas parece que começa a jogar a toalha diante do que vem acompanhando, também as notícias que chegam aos ouvidos de aliados.

A maior demonstração de que a melhor estratégia e seguir não contrariando o Palácio, Gervásio Maia garante que o PMDB não exige cargos, enquanto o senador Maranhão bate o pé por mais vagas nas funções da estrutura da gestão estadual.

Bem, na hipótese da concretização da operação não se revestirá em nenhuma novidade, também de surpresa porque os peemedebistas já foram vítimas.


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.