Tentativa de unidade do PMDB pode ser luta inglória

Partido de muitos amigos, mas cheio de “inimigos”, o PMDB Estadual está em busca de unidade e tentar caminhar ao lado do governo na base de apoio na Assembleia. O deputado Gervásio Maia, futuro presidente da “Casa”, está à frente da difícil “missão” de convocar Raniery Paulino e Trócolli Júnior para formarem no mesmo time. Nabor Wanderley foi o primeiro a se integrar, desde o primeiro turno da campanha à reeleição do governador.

Por enquanto, não se fala em enquadramento, mas “tudo que for possível” o deputado Gervásio disse que irá fazer para ter os rebeldes peemedebistas ao seu lado e de Nabor nesta fase de reestruturação do pemedebê, depois de selada a reaproximação do governador Ricardo Coutinho (PSB). Sem emitir qualquer opinião, GM age nos bastidores no trabalho de convencimento.

O momento é de fazer autoelogios aos parlamentares e a expectativa de que Raniery e Trócolli estarão dentro da bancada do governo. No entanto, a paciência pode ser a melhor estratégia para tentar convencer os deputados de que não há outro caminho. A não ser que ambos formem uma “dupla independente”, o que não seria nada fácil para atuar no parlamento com essa postura.

Diz-se que o empenho de Gervásio pode ser em vão, pois já existe uma opinião firme de não seguir o desejo dos que alimentam a expectativa de unidade, até porque não tem uma orientação da presidência estadual do PMDB neste sentido. Pelo menos, publicamente não.


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.