Confinamento de deputados expõe imagem da Assembleia

A que se deve a aversão da sociedade à política? Numa única frase e possível explicar assim: o povo é incapaz de reconhecer a valor ético-moral dos políticos e estes são incapazes de demonstrá-lo. Em clima de total desconfiança, os eleitores de Adriano Galdino (PSB) na eleição deste domingo (1), para presidente da Mesa Diretora da Assembleia, estão confinados na paradisíaca Coquerinho, uma praia próxima a Tambaba.

Numa situação absolutamente normal, o deputado Jeová Campos (PSB), ex-PT, não se deixaria passar por uma situação de constrangimento, ao deparar-se com uma foto (acima) nos sites em que está dormindo numa rede esperando o momento de votar no candidato que promete sufragar seu voto. O cajazeirense é um dos confinados.

Nem o deputado Gervásio Maia (PMDB) se deixaria ser fiscalizado o tempo inteiro pelo seu colega de grupo Tião Gomes (PSL), adrianista na eleição deste domingo, conforme pudemos observar na imagem abaixo em que GV está numa ligação – sabe lá com quem  do outro lado da linha – e TG com os ouvidos bem abertos para não deixar a “ovelha” escapar do rebanho.

Observou-se também o deputado Branco Mendes (PEN) beliscando algo que serve de tira-gosto, enquanto é observado pelo “novato” Nabor Wanderley (PMDB), ao lado da esposa, desfrutando de uma cachacinha. Deve chegar amanhã pra posse com uma ressaca dos diabos.

Alguns jornalistas tiveram acesso ao local do confinamento, um hotel considerado de primeira linha, cuja diária não sabemos o valor. No entanto, não deve ser R$ 50,00. Mas pouco importa e, sim, saber quem vai pagar essa despesa?

confinados1

 

confinados4

 

confianados3