Julgamento das contas e a ameaça que ronda o Palácio da Redenção

Relator das contas do governo, o deputado Caio Roberto (PR) disse que o seu voto é pela reprovação. Isto mesmo. Mas não significa que o plenário da Assembleia será obrigado a acompanhar. Porém, se a situação é essa então é possível prevê que o “pau” vai cantar quando do julgamento da prestação de contas da gestão “socialista” referente ao exercício de 2011.

Como se sabe, o ano do primeiro governo Ricardo Coutinho (PSB) foi quando surgiu o escândalo da compra exagerada para a Granja Santana, residência oficial do governador. Foram gastos mais de R$ 800 mil em artigos de luxo, afora a compra de toneladas de peixe, camarão, lagosta, carne…

Com o relatório pronto, nas mãos, Caio acredita que já poderá ser votado na Comissão de Orçamento na próxima semana. O deputado Raniery Paulino (PMDB) – presidente  da CO – não dá certeza sobre a apreciação do parecer do colega.

O deputado Caio Roberto está sendo coerente ao entender que “as contas devem se votadas pela atual legislatura”, tendo confirmado que o parecer-técnico é pela reprovação das contas do governador Ricardo, “tendo em vista algumas irregularidades supostamente cometidas pela gestão…”

“[…] Após analisar as contas do Governo de forma criteriosa com os técnicos da Casa, constatei várias irregularidades, por isso o meu parecer pela desaprovação das contas”, ressaltou.

Afora os gastos exagerados, constatou-se aplicação a menos do percentual mínimo constitucional na Educação e irregularidades no repasse do duodécimo para os demais poderes.