TSE confirma registro de candidatura de Cássio

A tendência é que Cássio Cunha Lima venha se agigantar ainda mais com a decisão do Tribunal Superior Eleitoral, que concedeu nesta quinta (11) ao tucano o título de ficha limpa. Portanto, apto a disputar as eleições de outubro para o governo da Paraíba. Relator dos recursos contra o candidato do PSDB, o ministro Gilmar Mendes, foi categórico: “Nego o provimento”.

Numa  votação que  durou mais de uma hora e meia, o TSE confirmou por maioria do seu plenário a elegibilidade do senador Cássio Cunha Lima (PSDB), candidato da Coligação A Vontade do Povo.  A ministra Luciana Lóssio pediu vistas, após o relator Gilmar Mendes e o próprio presidente da Corte, Dias Toffoli, rejeitarem os recursos apresentados por advogados da Coligação A Força do Trabalho, do governador e candidato à reeleição Ricardo Coutinho (PSB).

Em sua voto, o relator do Recurso Ordinário 56.635, procedente de João Pessoa,  ministro Gilmar Mendes, foi bastante objetivo, ao não levar em consideração os argumentos dos advogados contratados pela coligação de Ricardo Coutinho. Além de Mendes e Dias Toffoli, João Otávio de Noronha e Tarcísio Vieira votaram contra os recursos contra Cássio.

A ministra Luciana Lóssio pediu vistas, sendo acompanhada por Maria Teresa e Rosa Weber, que também optaram por se manifestar após análise mais detida do processo, com seus aspectos inéditos para enfrentamento na corte.

Do ponto de vista numérico, contudo, a não ser que haja uma mudança de voto de algum ministro que já se manifestou na sessão desta quinta-feira, a maioria da composição do TSE – quatro dos sete – optou por rejeitar os recursos, manter a decisão do TRE da Paraíba e garantir o registro de candidato de Cássio.