Harrisson: ‘parecer da PGE legítima defesa de Cássio’

Coordenador jurídico da coligação “A Vontade do Povo”, o advogado Harrisson Targino veio à boca do palco para afirmar que o Ministério Público Eleitoral (MPE), do TSE, “apenas confirmou a elegibilidade do senador Cássio Cunha Lima”. Ou seja, reitera uma opinião do grupo jurídico do candidato tucano ao governo da Paraíba nas eleições deste ano.

No parecer dado sobre o pedido de impugnação da candidatura de Cássio impetrado pelo jurídico da candidatura do PSB, o procurador geral eleitoral, Eugênio José Guilherme de Aragão, disse o que vinha sendo proclamado pelos advogados do candidato do Partido da Social Democracia Brasileira acerca da elegibilidade dele.

Segundo Harrisson, o parecer do procurador José Guilherme de Aragão observa que, à luz da Lei da Ficha Limpa, o prazo de inelegibilidade de Cássio encerra-se efetivamente dia 1º de outubro de 2014 – correspondem as eleições de 2006 -, “portanto, cinco dias antes do pleito deste ano”, disse.

Complementando seu raciocínio acerca da decisão da PGE, Targino ressaltou:

 “O parecer da PGE reforça as teses que defendemos e concorda com a decisão do TRE-PB entendendo que, sim, Cássio Cunha Lima é plenamente elegível para disputar as eleições 2014…”.

“… O Ministério Público Eleitoral, através do Procurador Eleitoral, entendeu isso por o candidato a governador já ter transcorrido oito anos do fato das eleições questionadas e interpreta que o prazo é efetivamente fixado no primeiro turno e que os outros temas levantados não têm procedência”.

Assim sendo, benção e tchau!