Ricardo afirma que rivais disseminam caos na saúde

Em entrevista televisiva nesta terça (12), o governador reeleitoral Ricardo Coutinho (PSB) disse que está sofrendo um processo de conspiração. Ele atribuiu aos adversários as notícias disseminadas e transformadas em escândalo nacional, a exemplo do caso da retenção de macas nos hospitais de Trauma de João Pessoa e Campina Grande.

Segundo o candidato à reeleição, “isso ocorre porque estamos no período eleitoral”, destacando que, aos contrários do dizem os rivais, em especial o senador Cássio Cunha Lima, “estamos ampliando a rede hospitalar do Estado” e prometeu, seu reeleito, construir e reformar mais hospitais no interior, consequentemente, aprimorar os serviços de saúde.

Adiantou que os adversários tentam gerar o caos na saúde e que isso é proposital e visa gerar o caos no sistema de saúde do seu governo. Ele sustenta: “O Samu só leva os pacientes para o Trauma, inclusive aqueles que não fazem o perfil do hospital”.

Para o governador reeleitoral, “os problemas da saúde não são a falta de macas e, sim, de regulação”. Disse também que “não sou mágico, sou um gestor com falhas e acertos”, realçando que os leitos hospitalares na sua gestão foram ampliados em 52%.

O escândalo das macas foi a principal matéria exibida pela Rede Globo, durante o programa Fantástico de domingo (10).