GOVERNO RECUA E SUSPENDE ATO de exoneração na vice-governadoria

Cumprindo determinação do juiz Miguel de Britto Lyra Filho, o governador Ricardo Coutinho (PSB) tornou “sem efeito” o ato governamental que exonerou todos os servidores ocupantes de cargos na vice-governadoria, depois do rompimento político de Rômulo Gouveia (PSD). O Diário Oficial desta quarta (9) trouxe a publicação da suspensão das demissões.

O vice-governador Rômulo Gouveia entrou com um Mandato de Segurança na Justiça requerendo a anulação do ato governamental. Na semana passada, o juiz Miguel de Britto Lyra Filho acatou a liminar que requeria a anulação, determinando o retorno dos funcionários ao trabalho.

Em seu parecer, o magistrado entendeu que as exonerações dos servidoras comissionadas e os cortes do fornecimento de estrutura básica inviabilizam o funcionamento adequado das tarefas incumbidas à vice-governadoria, como também no atendimento dos interesses da sociedade, podendo, inclusive, acarretar prejuízos à população.

Uma a zero pra Rômulo.