PMDB DEIXA O PROTAGONISMO para apoiar Ricardo; Nilda será vice

O PMDB desistiu de sua candidatura ao governo estadual nas eleições de outubro. Na convenção deste domingo (29) anuncia apoio ao projeto de reeleição do governador Ricardo Coutinho (PSB), conforme ficou acertado durante a madrugada de hoje.  A novidade será homologada, sob atmosfera de reviravolta, hoje pelos peemedebistas.

Ricardo vai estar presente na convenção e sua chegada está prevista para às 1ohs, conforme combinado. O martelo está batido com a aliança tríplice entre PSB, PMDB e PT. Juntos, os três formarão um palanque único franqueando ao candidato à reeleição, também aos presidenciáveis Dilma Rousseff e Eduardo Campos.

Segundo informações obtidas pelo blog, o peemedebê botou em prática as duas teses defendidas internamente, ou seja, a de candidatura própria, em primeiro plano e, depois, aliança com o PSDB do senador Cássio Cunha Lima. No entanto, prevaleceu uma terceira que foi apoiar a do governador Ricardo Coutinho, que tentará à reeleição.

Como o PT já tinha feito a indicação de Lucélio Cartaxo para ocupar o espaço de candidatura ao Senado na chapa encabeçada pelo PSB, o PMDB escolheu o nome da deputada federal Nilda Gondim (foto) para vice. O ex-governador Roberto Paulino será o primeiro suplente de senador. O então candidato Veneziano Vital concorrerá a uma vaga na Câmara Federal.

Selado o acordo, a trinca de partidos inicia um novo ciclo na disputa eleitoral deste ano, na Paraíba. A partir deste domingo, PSB/PMDB/PT farão campanha, por assim dizer, de mãos dadas. Haverá também ajustes no discurso. Como se sabe, antes inimigos políticos, hoje aliados.

O discurso será mais ou menos esse: “Vamos fazer uma aliança com objetivo de ajudar a Paraíba. […] Este é um momento de união e, juntos, somos mais fortes”.

Os peemedebistas contribuirão, ainda, com a campanha com 2min18s do tempo de televisão e rádio na propaganda eleitoral.