RC DIZ QUE CÁSSIO DISTRIBUIU cheques para se manter no poder

No radiofônico “Rádio Verdade” nesta quarta (18), o governador reeleitoral Ricardo Coutinho (PSB) tornou público seu desejo de contar com PMDB e PT no campo de alianças de sua pré-candidatura. Não confirmou se já houve entendimento. Ao contrário, demonstrou que não houve nenhum contato neste sentido, nem mesmo quando recebeu o prefeito petista Luciano Cartaxo em audiência na Granja Santana no começo do mês.

Mais claro do que sua própria declaração não existe: “Estou dizendo que em caso de interesse do PMDB e do PT de nos unirmos temos a vontade e disposição de estabelecermos um diálogo”, ressaltou. Mas deixou claro, antecipando entendimento para ocupação de espaços na chapa majoritária, o seguinte:

“Rômulo (Gouveia, o vice-governador) é meu senador. Ele é quem determina se quer disputar o Senado ou à reeleição e o próprio Rômulo é que irá conduzir esse processo”. Bateu pesado quando se dirigiu ao ex-aliado Cássio Cunha Lima, acusando-o de ter um “discurso vazio”. E ressaltou: “Ele teve a oportunidade de fazer e não fez. […] Foi omisso, tentou se manter no poder, fez de tudo para isso, inclusive distribuiu cheques”.

Aconteceu numa simples entrevista. Imagina-se como vai ser na campanha…