AO RELEGAR O PORTO, GOVERNO tenciona venda, desconfia deputado

O Porto de Cabedelo pode estar sendo levado para uma privatização, conforme suspeita o deputado Trocólli Júnior (PMDB), para quem a crise instalada por causa das dívidas financeiras, condenações na esfera da Justiça Trabalhista, além de outras ilegalidades, poderá se transformar em motivo para uma decisão futura. “Temos observado que o governo está levando aquele equipamento para o fundo do poço”, observou.

Faz sentido o argumento do parlamentar peemedebista, porque o tal desenvolvimento da área portuária da Paraíba não passa de jogo de palavras pronunciadas quando o assunto é debatido. A penúltima decisão que depõe contras as Docas, empresa que administra o Porto aconteceu em 28 de maio.

A Justiça Trabalhista condenou a Docas a pagar parcelas de R$ 76.840,28, mais multa de 20% desse valor, a funcionários filiados ao Sindicado dos Operadores do Porto de Cabedelo, que a empresa vinha se recusando a fazer o pagamento. Lembram da demissão de Wilbur Jacome por ofensas a presidente Dilma Rousseff? Pois bem, depois disso os problemas vêm se agravando a cada dia.

Houve até o bloqueio de contas. Deu-se em decorrência da emissão de cheques sem fundos. Enquanto isso, o Estado torce o nariz para o Porto. O deputado Trocólli Júnior adverte para a intenção do governo já estar montando uma estratégia para vender o Porto de Cabedelo, a fim de livrar-se desse equipamento.

Assim como foi feito com o Hospital de Trauma Humberto Lucena.

porto

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.