‘PROJETO DAS RODOVIAS É DO PMDB’, afirma José Maranhão

Num instante em que a campanha se aproxima pra valer, descobre-se que o governo de hoje faz festa com o chapéu alheio, quando se apodera de projetos do governo de ontem. Não reconhece que a execução das obras tem a assinatura da administração passada. Mas a propaganda partidária na televisão servirá para desmistificar, por exemplo, que o programa das estradas começou na gestão anterior a essa que aí está.

No linguajar policial diz-se que o crime não compensa. Bobagem. No universo eleitoral, o delito pode ser extremamente compensatório. Até que o governo do “socialista” Ricardo Coutinho executa bem as obras das estradas, interligando uma cidade paraibana a outra. E não tem problema algum que reinaugure uma BR que já havia sido inaugurada, conforme ocorreu com o trecho Catolé do Rocha/Patú (Rio Grande do Norte).

O PMDB que governou a Paraíba antes de Ricardo Coutinho cuidou de colocar os pontos nos “is”, quando assumiu o programa executado pela gestão “socialista”, uma obrigação porque se assim não fizesse estaria desperdiçando mais de um bilhão de reais, recursos conseguidos através de empréstimos junto a Corporação Andina de Fomento na ordem de U$ 100 milhões, dinheiro carimbado para serem investidos em melhorias das malhas rodoviárias do Nordeste.

Há também recursos do BNDES no projeto das rodovias, provenientes de empréstimos.

Em entrevista televisiva, o ex-governador José Maranhão (PMDB) disse que o projeto de construção e melhorias de estradas foi entregue de “mão beijada” ao seu sucessor, “pois os recursos provenientes desse empréstimo chegou no período eleitoral de 2010, mas deixamos tudo pronto para a execução do projeto, inclusive licitado e o dinheiro em caixa”, disse.

O portal do Governo do Estado veiculou a informação sobre o programa das estradas no dia 21 de julho de 2009, dando detalhes a respeito da execução das obras, os municípios beneficiados e, ainda, as prioridades como a restauração das PBs-306 e 426, com cerca de 100 quilômetros, “em situação absolutamente precária”.

“As duas rodovias interligam os municípios de Maturéia, Imaculada, Água Branca, Juru, Tavares e Princesa Isabel”, destacou Maranhão durante entrevista concedida nesta quinta (15) ao programa Rede Verdade (TV Arapuan).

O ex-governador também afirmou que inaugurou a estrada Catolé do Rocha a Patú. “O governador (Ricardo Coutinho) reinaugurou a obra do nosso governo, se apoderando do projeto de nosso governo”.

O crime, quando compensa, muda de nome. Na eleição, chama-se esperteza de campanha.

Então tá!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.