PDT SOBE NO MURO, DESCARTA RC e admite voto em Cássio ou Vené

O PDT do deputado federal Damião Feliciano passou para o andar de cima do muro, pois não está definido ainda, em que pese ocupar espaços no governo Ricardo Coutinho (PSB), se permanece na aliança com o “socialista” ou parte para apoiar o pré-candidato do PSDB, senador Cássio Cunha Lima, ou do PMDB do ex-prefeito Veneziano Vital do Rêgo.

 Ao signatário do blog o presidente da legenda havia afirmado sobre sua dúvida. Sabe por quê? Campina Grande, principal área de atuação política do parlamentar, não quer votar no candidato oficial.

Sem estar próximo do tucano no segundo maior colégio eleitoral da Paraíba, o deputado Damião avalia que seria inviabilizado politicamente subir no palanque da candidatura à reeleição do governador. Aos amigos, ele tem confidenciado essa dificuldade. Em sendo assim, estaria disposto a mudar de pensamento.

A julgar por esse raciocínio, Damião declarou ao portal MaisPB o seguinte: “As discussões internas no PDT são permanentes e as decisões partidárias são tomadas ouvindo todo mundo”. Ele quis dizer que Campina Grande poderá ser decisiva na definição do partido, com quem a legenda seguirá no pleito de outubro.

Veja que até o próprio governador Ricardo não tem tanta certeza de que contará com o PDT, mesmo o partido ocupando o comando da Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico, cujo titular da Pasta é o jovem Renato Feliciano, filho do deputado Damião. Basta lembrar que sobre a sucessão estadual o presidente estadual do PDT informou que só conversou uma vez só com o governador

Pasmem! Conforme o escrito pelo portal, o deputado teria revelado que existem alas do partido querendo votar no senador Cássio e outras no ex-prefeito de Campina, Veneziano Vital do Rêgo (PMDB). Menos em Ricardo, deputado? Estranho, muito estranho.

Se levado em consideração a declaração no final do texto descrito no portal acima citado, o PDT já descarta, desde já, conversas para apoiar a reeleição do “socialista” Ricardo.

“Vamos ouvir todos para chegar a um entendimento”, proclamou o presidente estadual do PDT.

Para ser mais claro, entenda-se que as alas que defendem apoio a Cássio ou Veneziano, desejam que o PDT cedo o tempo de televisão do partido a uma dessas pré-candidaturas, descartando a oficial.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.