NO TWITTER, CÁSSIO ESCREVEU: ‘Gente humilde sendo perseguida’

O senador Cássio Cunha Lima (PSDB) pendurou no twitter um lote de duras críticas ao governo do “socialista” Ricardo Coutinho, algo que o irmão Ronaldo Filho – vice-prefeito de Campina Grande – já tinha feito na manhã desta quinta (1º). Pré-candidato ao governo nas eleições de outubro, o tucano bateu forte no ex-aliado da campanha de 2010, que se afastou dele porque não cumpriu o compromisso de não demitir servidores.

Só esta semana, o Diário Oficial do Estado trouxe mais de 100 exonerações. Nas postagens, Cássio já começou o debate com o futuro adversário das eleições de 2014, quando lembrou: “Em nosso mandato, instituímos 37 Planos de Cargos e Carreira; sete em cada 10 servidores com regras claras de ascensão e remuneração; também 27 concursos públicos”.

Anotou: “… Comemorar o Dia do Trabalhador com demissões de trabalhadores? Gente humilde sendo perseguida politicamente […]. Desespero em milhares de famílias”.

Neste Dia do Trabalhador o que fez o governador: demitiu os aliados do deputado estadual João Henrique (DEM), simplesmente porque o parlamentar declarou apoio político ao senador Cássio. Mas o que tem a ver os amigos de Henrique com isso? Claro, nada. O que existe, na verdade, é uma verdadeira caça as bruxas.

“Foi prometido expressamente, que não haveria perseguição política […]. Foi assegurado que quem trabalha não seria demitido. Inaceitável!”, escreveu.

Confirma-se o que tantas vezes foi dito: a aliança entre PSDB/PSB não se prolongaria por muito tempo. Afinal, os “socialistas” foram os autores intelectuais da ação que cassou o mandato do então governador Cássio Cunha Lima em 2006.

caradecassio

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.