SITUAÇÃO X OPOSIÇÃO: VETOS A projetos dos deputados vão a voto

Nesta quarta (26), o governo saberá o tamanho de sua bancada no plenário da Assembleia com a nova configuração geopolítico-eleitoral da Paraíba, depois do rompimento da aliança entre PSDB/PSB. Como os números não metem, vejam você que há umas grandes expectativas – também atenções voltadas – concentradas para a sessão que deverá apreciar 11 vetos do Executivo a projetos de lei de autoria dos deputados estaduais.

Situação e oposição vão medir forças antes da polêmica votação das contas do governo estadual, ainda do primeiro ano de gestão do socialista Ricardo Coutinho. Sabe-se – é bom acompanhar como vai votar alguns parlamentares – que a base governista poderá entrar em campo desfalcada de, pelo menos, três deputados. Eles já se posicionaram como reforços de um bloco ainda em formação, que tem no comando hipoteticamente falando o senador e pré-candidato a sucessão governamental Cássio Cunha Lima.

Com esse novo cenário, o governo deverá observar que há um desconforto sob o ponto de vista de apoios. A guerra entre aliados e ex-aliados começou a ser travada antes desta quarta. Lembram o bate-boca dos deputados Hervásio Bezerra (PSB) e Léa Toscano (PSB), ele líder da bancada do governo e ela vice-líder? Pois bem, protagonizaram o que poderá se transformar num embate entre os grupos políticos que recentemente estiveram num só lugar. Agora, dividiram-se.

Os vetos do Palácio da Redenção aos projetos dos parlamentares foram apreciados na Comissão de Constituição e Justiça. Lá, a oposição tem maioria. Por isso, a situação não ganha uma. Foi o que ocorreu. Os vetos foram rejeitados. No entanto, uma preliminar da votação de hoje.

O governo vai estar desfalcado de três peças de uma bancada que dizia ter maioria. Pois bem, os deputados Carlos Dunga (PTB), Léa Toscano (PSB) e Iraê Lucena (PSDB) disseram fui! Eles romperam e só com a declaração de voto e que saberá o que vai ser daqui por diante.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.