ANÍSIO MAIA PEDE ANULAÇÃO DO contrato da Cruz Vermelha/Trauma

Líder das oposições, o deputado Anísio Maia (PT) protocolou requerimento solicitando a anulação do contrato entre o Governo do Estado e a Cruz Vermelha Brasil para a gestão e prestação de serviços no Hospital de Emergência e Trauma Senador Humberto Lucena, em João Pessoa.

Na sessão da ALPB desta terça-feira (18/03), Anísio repercutiu o relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) que expõe um superfaturamento de 486% nos valores pagos pelo Governo à Cruz Vermelha. Entre agosto de 2011 e junho de 2012, saíram dos cofres públicos mais de R$ 108 milhões, quando os serviços executados não chegaram a R$ 19 milhões, segundo os valores definidos pela tabela do SUS.

“Quem está falando isso não é a oposição na Assembleia, é o TCU. As falcatruas realizadas por este convênio, o desvio de recursos, são extremamente danosos para a Paraíba. Um contrato que não define metas, sem parâmetros, não pode ser benéfico para o Estado. A comparação desses valores com a tabela do SUS mostra que esta terceirização foi uma grande negociata, um acordo, um compadrio”, avaliou o deputado na tribuna.

“A única saída que esta Casa tem, até porque é nossa prerrogativa, é anular este contrato. Não há outra saída se não sua anulação”, finalizou.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.