RÔMULO RECONHECE QUE PERDEU apoios importantes em Campina

Governador em exercício, o presidente estadual do PSD, Rômulo Gouveia, reconhece a dificuldade de pedir apoio ao prefeito Romero Rodrigues (PSDB) para a sua candidatura a senador nas eleições de outubro. Como se sabe, Rômulo rompeu com os tucanos e tornou-se um “anão político” em Campina Grande, segundo maior colégio eleitoral do Estado.

Rômulo optou em continuar na aliança com o governador Ricardo Coutinho (PSB), apoiando à reeleição do “socialista”, mesmo correndo o risco de perder aliados fortes da política campinense, além do prefeito Romero e do vice Ronaldinho Cunha Lima, também do senador Cássio Cunha Lima.

“Eu respeito a posição de todos, inclusive do prefeito Romero Rodrigues (…). O partido dele tem candidato a governador e, conseqüentemente, também a senador e reconheço que é ‘impossível’ contar com o apoio do gestor de Campina Grande”, disse Rômulo durante entrevista televisiva nesta sexta (14).

Outro reconhecimento público do governador é que “a Paraíba de é de vários governos”. Segundo ele, “o de Cássio está em desvantagem porque teve sua gestão interrompida”, lembrando a cassação do tucano em 2009.

O governador em exercício disse que o seu partido tem mais tempo de televisão do que o PSDB do senador Cássio. “Ganhamos mais algumas frações com a ascensão a titularidade do mandato do presidente do PSD de Pernambuco, André de Paulo, que assumiu com a morte do deputado Sérgio Guerra”, disse.

Ou seja, sempre que pode Rômulo dá uma cutucada em Cássio.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.