‘EPISÓDIO RAÍSSA’ FORÇA O PSD A antecipar decisão sobre eleições-2014

Poucas horas da vereadora Raíssa Lacerda (PSD) abrir fogo contra o governador Ricardo Coutinho (PSB), o presidente estadual do partido dela, Rômulo Gouveia, também vice do governo socialista; antecipou uma decisão que não estava no cronograma da legenda: a tendência de seguir unido com o PSB nas eleições gerais deste ano.

“Mas o que defendemos mesmo é a manutenção da aliança de 2010, quando conquistamos o governo através do voto popular”, comentou o vice-governador do Estado.

Sobre o “episódio Raíssa”, Gouveia disse que ficou surpreso: “É uma decisão pessoal, até mesmo pela carta de Zé Lacerda (pai da vereadora e auxiliar do Palácio da Redenção), que também foi pego de surpresa, como eu fui e o partido”.

No PSD, a palavra “rompimento” não está presente. “Com todo respeito que tenho pela vereadora, minha opinião é que ela se posicionou de forma equivocada (…). Não vejo motivo algum para esse tipo de declaração”

A direção estadual do PSD vai se reunir para analisar o estrago que a declaração da vereadora causou ao abrir fogo contra o aliado governador Ricardo Coutinho.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.