No Município, não existe emprego para o PS; no Estado, o céu é o limite

Na base do toma-lá-dá-cá, o Solidariedade do deputado federal Benjamin Maranhão(foto), ex-PMDB, corre para o colo do governador Ricardo Coutinho (PSB). Deu-se após uma reunião realizada esta semana com a presença dos quatro vereadores do partido. Ficou acertado que a legenda assumirá a Secretaria de Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca.

A estratégia é a formação de bancada ricardista na Câmara Municipal a pretexto de defender as ações do governador reeleitoral em João Pessoa. Como se sabe, o embate das eleições na capital deverá ser de quem fez mais para a cidade, os ex-aliados Ricardo Coutinho ou Luciano Agra (PEN), os dois últimos prefeitos do principal colégio eleitoral do Estado.

“Sem sombras de dúvida, Luciano Agra. Claro, guardando as devidas proporções. Afinal, Ricardo foi prefeito por quase seis anos. Agra, pouco mais de dois anos, mas ainda assim trouxe mais benefícios para a sociedade de João Pessoa”, disse o vice-prefeito Nonato Bandeira (PPS).

O Solidariedade foi atraído com o objetivo de mostrar que Ricardo, enquanto prefeito fez mais do que Luciano Agra, que poderá figurar numa das chapas de oposição como candidato a vice-governador na campanha de 2014. A bancada do OS fará oposição a atual gestão estadual, juntando-se aos vereadores Renato Martins (PSB), Lucas de Brito (DEM) e Zezinho do Botafogo (PSB).

Ricardo se reuniu com os vereadores Felipe Leitão, Marmuth Cavalcanti, João Almeida e Professor Gabriel, todos do Solidariedade. Ninguém sabe os acertos, mas falou-se que a vaga deixada pelo ex-secretário Marenilson Batista vai para o partido, cuja indicação será feita pelo deputado Benjamin Maranhão, presidente estadual do Partido Solidariedade.

Sorte do prefeito Luciano Cartaxo (PT) que terá uma bancada coesa sem ter que colocar a Prefeitura à disposição dos parlamentares. No Estado não, a situação agora por causa das eleições deste ano é de “céu é o limite”.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.