Contas do governo vão a julgamento. Quem arrisca um prognóstico?

Em nota distribuída para a imprensa, o TCE informa sobre o julgamento da prestação de contas do governo do Estado referente ao exercício financeiro de 2012. A de 2011 a “batata quente” ardeu nas mãos dos conselheiros – até mudança de voto ocorreu -, e a analise agora vai estar sob os cuidados do plenário da Assembleia, que decidirá se avaliza ou não a decisão da Corte de contas, motivo que está fazendo o Palácio da Redenção tremer de medo.

Como se sabe, na hipótese dos deputados não avalizarem a decisão do TCE, optando pela não aprovação das contas da atual gestão, o governador Ricardo Coutinho (PSB), que é candidato à reeleição, ficaria impedido de concorrer por causa de uma decisão colegiada do legislativo. Ou seja, RC se transformaria em “ficha suja”, sendo alcançado pela Lei da Ficha Limpa.

Mas voltando a nota distribuída pela Corta de contas da Paraíba, o escrito fala em mais uma sessão extraordinária para julgar os gastos do governo durante o exercício de 2012. Há quem duvide que ocorra uma decisão contrária a que não seja pela aprovação. Afinal de contas, não se trata de nenhuma prefeitura pequena do interior do Estado.

Diz também que o relator do processo é o conselheiro Arthur Cunha Lima. Bem, quem arrisca um prognóstico?

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.