“Bloco Cristão” não existe mais; morreu antes de nascer

O desmanche do “bloco cristão” ocorreu porque teve vereadores circulando pelo Palácio da Redenção e a Granja Santana. Ninguém disse isso, mas o grupo não prosperou porque teve parlamentares que não concordaram. A saída aconteceu aos poucos. Primeiro, Raissa Lacerda (PSB), Djanilson da Fonseca (PPS) e por último Marco Antônio.

                                      raoni

Quem tentou se aproximar do Palácio da Redenção não foi revelado, mas não vai demorar em descobrir qual o real objetivo do “bloco cristão”, que do nome não existe nada disso. Mas o fato é que malogrou. O vereador Raoni Mendes (PDT), que seria o líder da bancada, disse o óbvio: “Não existe bloco de duas pessoas”.

 

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.