Ex-senador sabe que para voltar a “Casa” tem que suar a camisa

O período de nove meses foi curto, mas suficiente para o presidente estadual do PTB paraibano, Wilson Santiago, sentir o gosto que todos os políticos desejam de integrar o colegiado do Senado Federal.

Enquanto durou o curto mandato, ocupou o posto de vice-presidente da “Casa”. Agora, mexe as pedras do tabuleiro do xadrez das eleições de 2014 para voltar por cima, sem ter que passar o constrangimento de deixar o mandato que é de oito anos.

Parece que só não quer conversa com os partidos de oposição ao governo federal, de quem é aliado. Mas tem mantido entendimentos com o governador Ricardo Coutinho (PSB), o prefeito Luciano Cartaxo (PT) e o ministro Aguinaldo Ribeiro (PP).

Do governador recebeu a promessa do PTB ocupar espaços na gestão “socialista”, que estaria antecipando uma reforma administrativa para atender os anseios do partido comandado por Santiago.

Faz o correto na medida em que conversa com as principais lideranças do grupo político aliado do ex-presidente Lula, amigo dele (Santiago). No entanto, erra quando entra numa área de conflito, a exemplo da que vive PT e PSB na Paraíba.

Para mostrar força ao ministro Aguinaldo, o presidente estadual do PTB promoveu uma reunião-jantar com a presença de 60 prefeitos e diversas lideranças do interior da Paraíba.

Deu-se esta semana em Brasília.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.