Bastou Veneziano se movimentar para situação mostrar insegurança

vene em patosOs adversários tremem de medo da pré-candidatura do ex-prefeito Veneziano Vital do Rêgo (PMDB) ao governo em 2014. Dizem de tudo dele, menos que é uma opção capaz de solucionar os problemas da segurança pública, da educação e da saúde, cobranças feitas pelas lideranças que participaram do “Pensando Paraíba” de Patos neste sábado (1º), evento promovido pelo PMDB e Fundação Ulisses Guimarães.

A preocupação com o peemedebista é tão evidente que qualquer movimento que faça a base de situação treme. Normal dentro de um processo em que o pemedebê se articula para retomar o poder, conquistando a campanha eleitoral do próximo ano, na Paraíba. As principais lideranças do partido acham que não será uma missão fácil, porque já prevê o uso da máquina do Estado.

Cita como exemplo o programa do governador nas segundas, através de uma cadeia de rádio transmitido a partir da Tabajara, emissora oficial do governo estadual; que valeu uma ação dos peemedebistas contra o virtual candidato a reeleição e auxiliares do Palácio da Redenção.

Com o plenário da Câmara Municipal de Patos superlotado, Veneziano sentiu o apoio que receberá dos patoenses. O evento acabou se transformando em festa em torno do pré-candidato ao governo pelo PMDB.

A preocupação com Veneziano é tanta que seus adversários, com antecedência de um ano, já falam em impugnar o registro de candidatura a governador. Jogam boatos no meio-fio, o que demonstra que começa a incomodar aqueles que trabalham para vencer a eleição de 2014 por WO.

Além de muitas lideranças políticas, a 1ª edição do “Pensando Paraíba” contou com a participação do senador Vital do Rego, dos deputados federais Nilda Gondim, Manoel Júnior, Hugo Mota; dos deputados estaduais Trócolli Júnior e Raniery Paulino, do presidente estadual do PMDB, José Maranhão e dos prefeitos Andre Gadelha (Sousa) e Francisca Mota (Patos).

Os peemedebistas garantem: é só o começo.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.