Duas conversas, mas tucanos estão mais “socialistas” do que nunca

Os tucanos paraibanos têm como prioridade a candidatura do senador Cássio Cunha Lima ao governo do Estado, mas depende de um “perdão” da Justiça para consolidar a estratégia discutida entre quatro paredes.

Ainda com uma pendência judicial eleitoral, Cássio enquadra-se na Lei da “Ficha Limpa” por causa da cassação sofrida em 2009. Porém, o Congresso Nacional se movimenta para anistiar os políticos que tiveram problemas antes da nova legislação entrar em vigor.

Por isso, os tucanos aquecem a tese de candidatura própria ao mesmo tempo em que alimenta a reedição da aliança com o PSB do governador Ricardo Coutinho, exigindo para consolidação do acordo as vagas de vice e senador na chapa de reeleição.

Nesta sexta (31), o presidente estadual do PSDB, Ruy Carneiro, foi o entrevistado do programa “Rádio Verdade”, do Sistema Arapuan de Comunicação, repetiu que vem dizendo desde 2010 ao proclamar a união dos pessebistas.

Sobre o senador Cícero Lucena, às vias de uma aproximação do governador Ricardo, depois de sofrer um duro golpe pessoal e político gerado por RC; o dirigente tucano disse que “o grande erro dele (Cícero) foi se juntar ao PMDB de José Maranhão”.

Enquanto isso, Ruy trabalha para ocupar a vaga de senador sabendo que poderá sofrer um revés por ser amigo de Cícero. No entanto, lembrando que na política amizade mesmo só por conveniência.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.