M…… pronunciada por Rosas ameaça a aliança PSDB/PSB

Ao investir contra os tucanos chamando-os de “fofoqueiros e babões”, o presidente estadual do PSB, Edvaldo Rosas, não imaginava que houvesse uma reação. A m… pronunciada pelo dirigente “socialista” servirá de analise da direção nacional do PSDB, que já solicitou do partido no Estado cópia da entrevista com o dirigente do partido do governador Ricardo Coutinho.

A entrevista concedida por Rosas denegrindo a imagem dos tucanos foi concedida ao programa Rádio Verdade, do Sistema Arapuan de Comunicação, ontem (15). Através de ofício, a estadual do tucanato solicitou cópia com várias dúzias de palavras para encaminhar a nacional do Partido da Social Democracia Brasileira.

O pedido foi feito pelo deputado federal José Anibal (PSDB/SP), ex-presidente dos tucanos em nível nacional, atualmente ocupando um cargo de direção na Executiva. Já existe inclusive a sinalização de orientação no sentido de lançamento de candidato próprio ao governo do Estado. Ou seja, os tucanos nacionais estão rechaçando a reedição da aliança com os “socialistas”.

“A nacional do PSDB é quem decide (…). Apenas cumprimos o que vem de cima para baixo”, disse um tucano com plumagem de líder.

Se não houver mais aliança do PSDB com o PSB o rompimento tem que ser debitado na conta do presidente dos “socialistas” Edvaldo Rosas, que de forma truculenta “agrediu” lideranças como o senador Cícero Lucena e o deputado federal Ruy Carneiro, a pretexto de que quem manda no tucanato é o senador Cássio Cunha Lima.

Nesta quinta (17), o vereador Bruno Cunha Lima (PSDB) durante entrevista no programa Rede Verdade, da TV Arapuan, também teve um momento de reação as declarações de Rosas: “Prefiro zelar pelas palavras do governador”. Ricardo Coutinho comentou que a aliança com Cássio foi feito “para hoje, para amanhã e sempre”.

A culpa pela crise é de Edvaldo Rosas. Ou “fofoqueiros e babões” teria escutado o governador Ricardo Coutinho pronunciar?

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.