Imposição dos tucanos serve de alerta para atual vice-governador

Partidários históricos do ex-tucano Rômulo Gouveia (PSD) andam desconfiados de tudo, principalmente da “condicionante” do PSDB. Acham que podem ser vítimas de uma conspiração contra o êxito da manutenção de RG no posto de vice na chapa a reeleição.

Dizem que Rômulo não faz nem questão de perder o espaço para os tucanos desde que venha ocupar o espaço de candidato ao Senado Federal. A “decisão” poderá causar um grande constrangimento ao vice-governador do Estado.

Conversas de bastidores indicam que o senador Cássio concorda com a reedição da aliança vitoriosa de 2010. Mas, em troca, pretende ver o seu partido ocupando as vagas de vice e senador. Este último cargo já teria, até, um pretendente: o deputado federal Ruy Carneiro.

O posto de vice na chapa encabeçada pelo PSB também: Ronaldo Cunha Lima Filho (PSDB), atual vice-prefeito de Campina Grande, segundo maior colégio eleitoral do Estado. Neste cenário, Rômulo sobraria na curva.

A postura dos tucanos irá prestigiar os projetos pessoais em detrimento do interesse partidário. Neste particular, o governador Ricardo Coutinho (PSB) estabeleceu uma posição mais coerente: a manutenção de Rômulo no posto de vice.

O PSDB aposta na necessidade do governador de ter o partido como aliado. Enquanto em relação a Rômulo, o atual vice aposta na lealdade e fidelidade do governador Ricardo Coutinho.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.