Entidades interditam UTI Neonatal do Edson Ramalho. É do Estado

O governo estadual está se notabilizando em fechar serviços essenciais, de áreas importantes para o interesse da população. Depois do fechamento de 200 escolas espalhadas pelos municípios paraibanos, a falta de políticas públicas, seguida pelo descaso, também atinge a saúde.

Pois bem, o Conselho Regional de Enfermagem, o Coren; acaba de interditar a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Neonatal do Hospital Edson Ramalho. Deu-se na manhã deste sábado (13).

Um absurdo, para não dizer “isso é uma vergonha!”, parafraseando o apresentador Boris Casoi. A situação está chegando a uma situação que a população já não suporta mais tanta falta de atenção aos serviços públicos, sobretudo quando fecha-se setores de atendimento a saúde.

O Conselho Regional de Medicina já havia recomendado a interdição da ala Neonatal do Edson Ramalho. Nesta manhã, o Coren verificou que enfermeiros não tinham condições de continuar a prestar os atendimentos, já que os médicos estavam com suas atividades suspensas depois da interdição do CRM.

Simplesmente, o Estado atrasou o pagamento dos médicos. Só prejuízo para a população.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.