D. Aldo admite imitar Bento XVI e renunciar liderança da igreja na PB

Arcebispo da Paraíba, D. Aldo Pagotto (foto) admitiu imitar o Papa Bento XVI e renunciar a chefia da liderança da igreja católica no Estado. “Caso seja necessário”, disse ele ao Parlamentopb, da jornalista Cláudia Carvalho.
Referia-se a renuncia do Papa Bento que pegou o mundo de surpresa com a decisão anunciada. “Foi uma atitude de grandeza e desprendimento”, frisou. Aldo continuou: “se não há condições, então não tem se pegar ao poder”.
Não economizou palavras: “Quem não pode com o pode, não deve pegar na rodilha…”.
“… O Papa entendeu que não tinha condições de continuar e, num gesto de grandeza e desprendimento, renunciou…”.
“… É um gesto que reflete no fortalecimento e oxigenação da igreja”.
Agora, vem o momento em que o arcebispo D. Aldo admitiu copiar a decisão do Papa Bento de renunciar:
“Claro que sim! Se eu me sentir muito velho ou esclerosado, renuncio numa boa (…). Não há motivo para permanecer se vir que não tenho condições”.
Sobre a postura da presidenta Dilma, que não comentou a renúncia de Bento XVI, D. Aldo Pagotto afirmou: “Dilma foi coerente (…). Ela nunca foi muito igrejeira mesmo”.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.