Ex-presidente Bolsonaro foi do 8/1 as vacinas

Em sessão conjunta, Assembleia e Câmara Municipal de João Pessoa entregaram ao ex-presidente Jair Bolsonaro os títulos de cidadão pessoense e paraibano. Discursou sobre, segundo ele, “o que está aconteceu no Brasil”.

Discorreu a despeito do que aconteceu no 8/1, “onde dezenas de órfãos de pais vivos, que não cometeram um crime grave sequer. Vamos fazer a nossa parte para fazer justiça a essas pessoas”.

Falou com tom de críticas das vacinas, da falta de liberdade de expressão no país e dos seus direitos políticos suspensos por ter se reunido com um embaixador e com o empresário Luciano Hang, o veio da Havan.

Fui o único chefe de Estado que assumiu não ter tomado a vacina. ‘Ah, negacionista’. Não tomei porque eu li a pipoca da bula da Pfizer. É só ler. Todo remédio tem efeito colateral e é algo que até hoje não tem comprovação científica. Não tem, não foi testada em animais, mas não vou discutir vacina aqui. Se você falar em vacina você pode ser preso. Hoje, você não tem liberdade de expressão’, afirmou.


Descubra mais sobre Marcone Ferreira

Assine para receber os posts mais recentes por e-mail.