MPE pede impugnação da candidatura de Ricardo

O Ministério Público Eleitoral (MPE) da Paraíba afirma que o ex-governador Ricardo Coutinho (PT) está inelegível para as eleições deste ano, e já entrou com a impugnação da candidatura dele a senador da República. Acontece após a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), ter negado a liminar ao petista.

O juiz José Ferreira Ramos Júnior recebeu há pouco a peça assinada pela procuradora Acássia Suassuna, que afirma categoricamente que “ao examinar as fontes de dados disponíveis a este órgão Ministerial, foi possível constatar que o impugnado está inelegível…”

“… porque foi condenado pela prática de abuso de poder político com viés econômico, nas eleições do ano de 2014, ilícito reconhecido em decisão colegiada proferida pelo Tribunal Superior Eleitoral”, escreveu.

Pediu que o magistrado [José Ferreira Ramos Júnior] indefira o pedido de candidatura, solicitando que não fossem aplicados recursos públicos do fundo partidário na campanha do petista.

Observou que a manutenção da candidatura de Ricardo não teria validade devido à inelegibilidade e “resultaria em dilapidação do erário, pois seria beneficiada com recursos públicos destinados ao financiamento da campanha”, ressalta a peça.