Omissão de bens pode custar a Lucas Romão a cassação do registro de candidatura

O encrencado Lucas Romão passou o tempo da pré-candidatura, e já como candidato a corrida eleitoral de Pedras de Fogo, desdenhando da Justiça Eleitoral e da legislação em vigor. Chegou ao ponto de omitir a declarações de bens ao registrar sua postulação, afirmando não possuir nenhum patrimônio.

Pois bem. A mentira não perdurou por muito tempo e nesta quarta-feira (28) o Ministério Público Eleitoral recorreu do registro de candidatura de Lucas, após a flagrante omissão de bens. Em decorrência disso, poderá ficar de fora da disputa de 15 de novembro.

Como se sabe, o candidato tem que apresentar seus bens e Lucas, sobrinho do atual prefeito Dedé Romão, omitiu uma casa de sua propriedade em condomínio fechado. É do conhecimento público.

Pior: ele declarou não possuir nenhum bem. O Ministério Público, através do promotor Marinho Mendes, recorreu do registro de candidatura e apresentou provas de que o candidato Lucas omitiu informações.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.