Crusoé repercute terceira denúncia do MP contra Ricardo Coutinho

Com o título “Terceira denúncia“, a revista Crusoé, repercutiu a denúncia-crime do Ministério Público da Paraíba contra o ex-governador Ricardo Coutinho – atualmente fazendo uso de tornozeleira eletrônica, no âmbito da Operação Calvário.

Coutinho é apontado como “comandante máximo” da organização criminosa suspeita de desviar R$ 134 milhões da saúde e da educação, destes valores R$ 900 mil da Cruz Vermelha flagrados numa caixa de vinho, repassados a Leandro Nunes Carvalho, motivo da terceira denúncia.

Portanto, siga com a leitura abaixo:

Terceira denúncia. “O ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinho, do PSB, foi denunciado pela terceira vez na Operação Calvário, que desvendou um esquema bilionário de corrupção em contratos da saúde e educação no estado. Desta vez, a Procuradoria-Geral de Justiça e o Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado, o Gaeco, acusam Coutinho de receber 900 mil reais em propinas pagas pela Cruz Vermelha Brasileira .

“O dinheiro estava dentro de caixas de vinho e a entrega, para um servidor do governo, foi filmada. De acordo com a acusação, em troca da manutenção de contratos para gestão de hospitais na Paraíba, a Cruz Vermelha fez os pagamentos a secretários do governo de Coutinho, considerado o “mentor intelectual” do esquema.”

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.