‘O mandato de Wilson Santiago a serviço de uma agenda criminosa’

O deputado federal Wilson Santiago, presidente estadual do PTB, colocou o seu mandato a serviço de uma agenda criminosa, conforme conclusão do ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, que determinou o afastamento do parlamentar paraibano da Câmara.

Como se sabe, Santiago foi alvo da Operação Pés de Barro, cuja ação da Polícia Federal foi realizada em dezembro. Na volta do recesso no próximo mês, o plenário da Câmara vai decidir se mantém ou não o afastamento do deputado da bancada paraibana.

Escreve o ministro: “Desse modo, o conjunto de dados indiciários antes referido – registrados em arquivos de som e imagem – parece indicar, em suporte ao pedido de afastamento cautelar do mandato parlamentar ora em análise, que o congressista sob investigação pôs se mandato a serviço de uma agenda criminosa, em ordem a dar concreção, no plano factual, à sua aparente “auri sacra fames”, degradando-se o ofício legislativo, em tal contexto delinquencial, à subalterna condição de instrumento destinado a alimentar corruptas venalidades”.

(Com informações do Antagonista)

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.