Santiago não deve retornar à Câmara Federal, afirma jornalista

Em sua coluna no Diário do Poder, Cláudio Humberto informa que o deputado federal Wilson Santiago, afastado por ordem do ministro Celso de Mello, do STF, tomou “chá de sumiço”.

Diz que o gabinete do parlamentar paraibano “vasculhado pela Polícia Federal”, durante a Operação Pés de Barro, “não deve retornar”.

A nota foi concluída com o “mas na Câmara tudo é possível”. Possível além da conta dos 513 parlamentares do colegiado do parlamento nacional.

O velho corporativismo deve prevaler e quem paga a conta e você.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.