Antagonista apela: ‘Ministra (Maria Thereza) fica em Brasília, por favor’

O Superior Tribunal de Justiça colocou a Casa em ordem, depois que a ministra Maria Thereza de Assis Moura assumiu o plantão da Corte e ficará responsável por receber todos os pedidos relacionados à Operação Calvário/Juízo Final durante o recesso.

No sábado (21), infelizmente, ela viajou a São Paulo. Napoleão Nunes aproveitou a oportunidade e sapecou a caneta em favor do ex-governador e também ex-presidiário Ricardo Coutinho.

Todo mundo lamentou a ausência da ministra Maria Thereza, pois se ela tivesse no caso o STJ não estaria passando por esse momento de desgaste de sua imagem. Por isso, a necessidade de retorno dos envolvidos na Calvário a prisão.

Para mostrar que a Casa (STJ) precisa voltar ao que era, na volta a Brasília procedente de São Paulo, ela negou 9 pedidos de liberdade e com o recursos da PGR em mãos, poderá mandar o ex-governador de volta de onde não deveria mais sair.

One comment

  1. A ministra rejeitou o pedido da pgr e o processo só vai ser julgado em fevereiro pela ministra relatora Laurita Vaz. Segundo o antagonista.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.