Em nota, Ruy Carneiro afirma estranhar denúncia do MP

Ruy Carneiro, candidato a deputado federal, contestou, em nota, denúncia do MPE acusando-o de envolvimento em organização criminosa. À Justiça acolheu e o tucano tornou-se réu.

O caso está na 2ª Vara Criminal da Comarca de João Pessoa e, além do candidato, outras seis pessoas estão citadas. A investigação remonta o período em que esteve à frente da Secretaria de Esportes.

A acusação é que ele teria desviado recursos públicos, a preço de hoje, estimado em mais de R$ 2,6 milhões. O documento do MP trata de supostas irregularidades na celebração de contratos superfaturados com as empresas Desk Móveis Escolares e Produtos de Plásticos e a Delta Produtor e Serviços.

A setores da imprensa, o candidato distribuiu uma nota onde afirma: “Me causa estranhamento que a denúncia tenha sido acolhida em período eleitoral, requentanda um fato antigo, de 2009”.

Destaca que “é importante ressaltar que enquanto fui responsável pela Sejel, todas as contas foram aprovadas e por isso não tenho nada a esconder”.

E arremata: “Com a quebra de sigilo processual, tomarei conhecimento de forma mais aprofundada da denúncia e apresentarei defesa, totalmente consciente de minha inocência, acreditando na Justiça e em minha absolvição”.