Barbosa exclui Maranhão e manda recado para o PMDB

Recém conduzido à presidência do PSB de João Pessoa, Ronaldo Barbosa já sentenciou: “Não abriremos mãos da cabeça de chapa”. Esse foi o recado endereçado a Duarte da Silveira, onde está localizada a sede do PMDB. Barbosa, no entanto, se proclama um entusiasta da aliança com os peemedebistas. “É um partido que esteve conosco em 2014”, afirmou.

O detalhe de não abrir a chapa é fator preponderante para a reaproximação de socialistas e peemedebistas, separados nas eleições municipais do ano passado e que, por isso, o PSB não foi adversário para o prefeito reeleito Luciano Cartaxo (PSD), assunto que não que Barbosa prefere esquecer.

Ele citou nomes como do senador Raimundo Lira, do deputado federal Veneziano Vital e Ana Cláudia, atual secretária Executiva da Casa Civil, como peemedebistas que podem figurar na outra chapa. Ou seja, descarta o senador José Maranhão como candidatura a vir ser apoiado para à sucessão do governador Ricardo Coutinho.

“O nosso desafio daqui pra frente é preparar o partido para 2018, alavancar o nome de João Azevedo, nosso (pré) candidato a governador”, disse o recém reeleito Ronaldo Barbosa, que para ele do PMDB só interessam mesmo os nomes citados acima.

Pelo jeito, e mais ninguém.