Nada a ver com Lava Jato: STF arquiva ação contra Aguinaldo

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Edson Fachin, considerou inexistentes provas contra o deputado federal Aguinaldo Ribeiro (PP), determinando o arquivamento individual do inquérito contra o parlamentar. Trata-se de uma investigação sobre supostas irregularidades em licitação da Secretaria de Agricultura da Paraíba.

O STF informa que a decisão foi tomada baseada no pedido do Ministério Público Federal, que considerou não haver provas concretas da participação do parlamentar nas irregularidades.

“Ante o exposto, defiro o pedido de arquivamento do presente inquérito, exclusivamente com relação ao Deputado Federal Aguinaldo Velloso Borges Ribeiro. Retornem os autos à Seção Judiciária da Paraíba para o prosseguimento das investigações em relação aos demais eventuais investigados”, escreveu o ministro Fachin, em seu despacho.

Assessoria